Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade, recomendar conteúdo de seu interesse e otimizar o conteúdo do site. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Confira nossas Políticas de Privacidade e Termos de Uso, clique aqui.

O jornal que todo mundo lê
Publicidade
Empregos
06/04/2021 - 10h54
Pequenos negócios geraram 63,9% dos empregos em Minas Gerais em fevereiro
BH foi a segunda capital do país com o melhor saldo de contratações pelas MPE
Foto: Agência Brasil 61.

Por Aline de Freitas/ ASCOM Sebrae Minas


Na terça-feira (30) foram divulgados os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de Fevereiro de 2021 pelo Ministério da Economia. Durante o período o Brasil gerou 401.639 novos empregos, resultado de 1.694.604 admissões ante 1.292.965 desligamentos.

O saldo de empregos nas micro e pequenas empresas (MPE) mineiras em fevereiro foi de 33 mil vagas, praticamente o dobro do saldo registrado em janeiro. O segmento foi responsável por 63,9% dos postos de trabalho gerados no estado, o equivalente a 51,9 mil admissões. Belo Horizonte foi a segunda capital com o melhor saldo de contratações pelas MPE naquele mês (5,19 mil), atrás apenas de São Paulo (19,7 mil).

Somados os dois primeiros meses do ano, o saldo total de empregos nas MPE é de 50 mil vagas, o dobro do que foi gerado pelas médias e grandes empresas (MGE) no mesmo período.

“Os pequenos negócios aumentaram as contratações para atender as demandas do mercado naquele período, a exemplo da entrega de produtos em domicílio e da prestação de serviços na área de saúde”, explica Afonso Maria Rocha, superintendente do Sebrae Minas.

Não por acaso, as MPE do setor de serviços foram as que apresentaram o melhor saldo de empregos em fevereiro (11 mil vagas), seguido pela Indústria (8,64 mil) e pelo Comércio (8,49 mil). Já o saldo de contratações da Construção Civil em fevereiro aumentou quase 30% em relação ao mês anterior, totalizando quase 4 mil novas vagas.

As três atividades com o maior número de contratações pelas MPE em fevereiro foram as relacionadas à construção de edifícios, transporte rodoviário de cargas e atividades de vigilância e segurança privada.


Cresce a participação das mulheres

A participação das mulheres nas vagas geradas pelas MPE foi de praticamente 40%, contra pouco mais de 30% em janeiro. Mais de 70% das vagas foram ocupadas por pessoas entre 18 e 39 anos e mais de 65% delas por quem tinha o Ensino Médio completo.

Os municípios mineiros que registraram o melhor saldo de empregos pelas MPE em fevereiro foram Belo Horizonte (5.198), Nova Serrana (1.329), Uberlândia (1.322) e Contagem (1.269).



Publicidade

no Facebook